NotíciasHome / Notícias / 56% DAS FAMÍLIAS BRASILEI...
56% das famílias brasileiras autorizam doação de órgãos 29/09/2014

 O Ministério da Saúde quer aumentar a adesão das famílias brasileiras à doação de órgãos no País. Para tanto, lançou uma nova campanha publicitária de estímulo à doação, com foco na sensibilização das famílias sobre a importância da autorização para a retirada de órgãos, após a confirmação de óbito por uma equipe médica. Atualmente, 56% das famílias entrevistadas em situações de morte encefálica aceitam e autorizam a retirada de órgãos para a doação. Para o Ministério, esse percentual pode ser ainda maior, permitindo a realização de mais transplantes.

O Brasil é o país latino-americano com maior percentual de aceitação familiar, ficando acima da Argentina (52,8%), Uruguai (52,6%) e Chile (51,1%). Os dados inéditos do Ministério da Saúde apontam para a importância da aceitação familiar na hora da doação. Em 2013, das 7.767 entrevistas realizadas com potenciais doadores, 4.318 resultaram em uma resposta positiva da família. Por região, o percentual de aceitação das famílias foi de 68,7% no norte, 55,9% no centro-oeste, 58,2% no sul, 54,3% no sudeste e 52,2% no nordeste.

Com o slogan ‘’Seja doador de órgãos e avise sua família. Sua família é a sua voz”, a campanha é destinada, especialmente, aos familiares de pessoas que manifestaram em vida a vontade de ser um doador de órgãos. A iniciativa pode ampliar ainda mais a realização de cirurgias que salvam vidas e diminuem a permanência do paciente na lista de espera.

Fonte: Ministério da Saúde

<< voltar às notícias

PARCEIROS

AFILIADOS