NotíciasHome / Notícias / EDITAL DE INTERCÂMBIO DE...
Edital de intercâmbio de Medicina de Família e Comunidade para o ciclo 2018 está aberto 15/02/2018

A Direção Executiva Nacional dos Estudantes de Medicina (DENEM), por meio da Coordenação de Estágios e Vivências (CEV), a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) e Associação Brasileira de Ligas de Medicina de Família e Comunidade (ALASF) informam que se encontram abertas as inscrições para o processo seletivo do Estágio Nacional em Medicina de Família e Comunidade para o ano de 2018. As inscrições serão realizadas pelo link: https://goo.gl/B6XvWK,  até dia 9 de março de 2018 e o edital com as regras pode ser consultado neste link: bit.ly/editalMFC

Por conta de solicitações dos preceptores dos estágios em Medicina de Família e Comunidade, foram realizadas alterações nas vagas disponibilizadas. Confira aqui as mudanças:bit.ly/errataENMFC


A entidades organizadoras recomendam que o edital deve ser lido com atenção, assim como o preenchimento das fichas de inscrições.

A Atenção Primária à Saúde (APS) forma a base e determina o trabalho de todos os outros níveis dos sistemas de saúde, promovendo a organização e racionalização da utilização dos recursos, tanto básicos como especializados, direcionados para a promoção, manutenção e melhoria da saúde. É nesse contexto que a medicina de família e comunidade presta assistência integrada, de forma continuada para pessoas, famílias e suas comunidades.

Confira algumas informações:

- Poderão participar desta seleção os estudantes de medicina que estiverem cursando do quinto período (terceiro ano) ao décimo segundo período (sexto ano);

- Todos os estágios oferecidos através da CEV/DENEM, SBMFC e ALASF têm duração de 2 a 4 semanas;

- Ao todo, são 242 vagas disponíveis em todas as regiões do país.

Para Giuliano Dimarzio, diretor científico da SBMFC, a parceria entre as entidades celebra este momento ímpar de oferecer uma oportunidade relevante de estudantes de medicina de todo o Brasil poderem vivenciar a realidade da atuação de um MFC.  

A Associação Brasileira de Ligas Acadêmicas de Saúde da Família (ALASF) considera o Estágio Nacional em Medicina de Família e Comunidade (MFC) uma ferramenta muito importante para o fortalecimento da especialidade e da Atenção Primária à Saúde no Brasil. “Essa oportunidade – construída em conjunto com a DENEM e SBMFC –, ao proporcionar ao estudante o contato com um preceptor e um serviço dispostos recebê-lo e trocar saberes, pode estimulá-lo a se aprofundar nos estudos da MFC e, possivelmente, escolhê-la como sua área de atuação. Além disso, esperamos viabilizar aos estudantes o contato com os diferentes campos de prática de MFC e com os princípios e valores norteadores dessa especialidade – como o Método Clínico Centrado na Pessoa, a clínica ampliada e a Medicina Baseada em Evidências – sem nunca distoar da realidade intrínseca de cada território”, relata Gabriel Muller, presidente da ALASF.

A Direção Executiva Nacional dos Estudantes de Medicina (DENEM) juntamente com a SBMFC e ALASF, ao trazer a oportunidade de um Estágio Nacional em Medicina de Família e Comunidade para todos e todas estudantes do país, reconhece a sua devida importância no cenário de saúde nacional. “A MFC mostra-se como ponto essencial no contexto do processo  saúde-doença-cuidado e sua inserção na Atenção Primária em Saúde (APS) é a base da integração de todo o sistema público. A importância desse estágio se traduz na formação do estudante, que pode desenvolver habilidades práticas, a medicina centrada na pessoa, o protagonismo dos usuários no processo de cuidado, além de trazer a capacidade subjetiva de desenvolver relações humanas características e necessárias à prática médica”, explica Ariano Ariano Brilhante Pegado Suassuna, Coordenador de Estágios e Vivências da DENEM. 

<< voltar às notícias

PARCEIROS

AFILIADOS