NotíciasHome / Notícias / WONCA 2016: O PAPEL DA ME...
WONCA 2016: O papel da medicina de família/APS com populações em situações específicas 05/11/2016

As experiências da medicina de família/APS do Brasil, Uruguai e Equador com populações em situação de rua, no sistema prisional, transexuais e imigrantes, foram compartilhadas com os congressistas do WONCA 2016 em mesa redonda realizada na manhã do dia 5 de novembro.

O MFC Daniel Marquez, do Uruguai, falou sobre o acolhimento e assistência à saúde dos transexuais. O MFC deu exemplos de como a atenção primária do país tem lidado com essa população. Segundo ele, a atenção primária do Uruguai atua com equipes multidisciplinares para atender essa população e valoriza o processo de identidade no controle da saúde.

Segundo o MFC e moderador do painel, Dijon Hosana Souza Silva, identificar as populações ocultas, reconhece-las e permitir que elas tenham acesso aos cuidados de saúde é mais do que uma conduta médica, é um ato de cidadania.

Acompanhe a cobertura do WONCA 2016 nos canais de comunicação da SBMFC.

<< voltar às notícias

PARCEIROS

AFILIADOS