NotíciasHome / Notícias / MEDICINA DE FAMÍLIA: AGOR...
Medicina de Família: Agora mais do que nunca 13/06/2016

 Com tema progressista, maior conferência mundial de medicina de família e comunidade acontece pela primeira vez no Brasil

Aproximadamente 3,3 mil trabalhos científicos e atividades culturais vindos de 78 países. Os números expressivos demonstram a magnitude da 21ª Conferência Mundial de Médicos de Família da World Organization of Family Doctors (Wonca), que acontece entre 2 e 6 de novembro no Rio de Janeiro (RJ), pela primeira vez no Brasil. A cidade-sede do evento possui uma das coberturas de APS mais exitosas atualmente.

Para o presidente do congresso e diretor científico e de Desenvolvimento Profissional Contínuo da SBMFC, Gustavo Gusso, trata-se de um momento muito importante para o País, pois trará visibilidade e muitos ganhos científicos à medicina de família e comunidade. “Com a realização do congresso aqui, conseguiremos trazer o poder político para mais perto, a partir de uma maior atenção do Ministério da Saúde”, prevê.

Ao longo dos anos, a MFC se desenvolveu muito no Brasil. O modelo é tido como exemplo para outras nações em desenvolvimento e inovador em termos de medicina comunitária. “Temos mais de 40 mil equipes de saúde em todo o País, abrangendo mais de 100 milhões de pessoas”, afirma Gusso.

O secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, acredita que a realização do Wonca no Rio de Janeiro é uma excelente oportunidade de mostrar a reforma de atenção primária na cidade. “Em 2009, tínhamos a menor cobertura de saúde da família do País e hoje já estamos chegando a 50%. Nossa meta até o Wonca é que 70% da população carioca seja coberta pelo Programa Saúde da Família”, diz. Durante o Wonca, Soranz fará uma conferência sobre a reforma da APS no Rio de Janeiro, quando apresentará os resultados de indicadores de saúde da cidade e os modelos de pagamento por performance, de processo de trabalho e de gestão do conhecimento com a residência médica. De acordo com o secretário municipal de Saúde, o Rio de Janeiro é hoje o maior centro formador de médicos de família e comunidade do País, com 150 residentes atuando na rede. “Estamos disponibilizando mais de mil vagas para visitas às unidades de saúde em toda a cidade e esperamos que todos tenham a oportunidade de ver de perto esses locais.”

O presidente do 21º Wonca acrescenta que, além da rica troca de experiências científicas e do desenvolvimento da medicina familiar como disciplina acadêmica, os conferencistas do evento poderão desfrutar desse momento de encontro, rever amigos e desfrutar o Rio e suas belezas naturais. “É possível ser feliz, aproveitar a vida e ao mesmo tempo ser um médico de família de alto padrão. Podemos aprender juntos.”

Abordagens científicas

Um dos temas trazidos para o centro das discussões do Wonca 2016 será o excesso de medicalização. O diretor do Centro Nórdico de Cochrane em Copenhagen, Dinamarca, Peter Gotzsche, abordará o assunto, com a conferência Por que tão poucos pacientes se beneficiam dos medicamentos que tomam e por que muitos são mortos por eles?.

O convidado, que tem experiência em ensaios clínicos e assuntos regulatórios na indústria farmacêutica, conta que os medicamentos receitados pelos próprios médicos são a terceira causa de morte no mundo, depois das doenças vasculares e do câncer. Segundo Gotzsche, metade dos indivíduos morre em decorrência de efeitos colaterais causados pelos medicamentos.

O desenvolvimento da MFC também está entre os destaques do programa preliminar da Conferência. A experiência, as oportunidades e desafios da especialidade na China serão apresentados pelo professor e presidente da Peking Union Medical College, em Pequim, na China, Yi-Xin Zeng. A diretora do Programa de Saúde Global do Departamento de Medicina de Família e Comunidade da Universidade de Toronto, no Canadá, Katherine Rouleau, contará histórias, estratégias e sugestões para o avanço da especialidade no mundo por meio das parcerias internacionais.

A presidente eleita da Wonca, Amanda Howe, acredita que a Conferência Mundial será uma oportunidade de celebração do crescimento da medicina de família em todo o mundo e do trabalho da Wonca em prol da especialidade e da saúde da população em geral. Em sua conferência, a médica inglesa apresentará boas razões para o sucesso da MFC.

Na ocasião do congresso, Amanda também tomará posse da presidência da entidade. De acordo com ela, é uma alegria que isso aconteça no Brasil, ao lado de colegas de todo o mundo. “Será um grande desafio, assim como já é o nosso dia a dia, quando levantamos de manhã e nos capacitamos, trabalhamos em nossos consultórios, cuidamos de famílias e equipes, atualizamo-nos e buscamos prestar serviços de qualidade”, define. No site do Wonca 2016, você confere a programação preliminar de conferências e o currículo dos convidados confirmados até o momento:

http://migre.me/u5S8c

Movimentos de jovens médicos

Os movimentos de jovens médicos de família da Wonca e da Associação Brasileira de Ligas Acadêmicas de MFC (ALASF) estão preparando uma programação especial para o Wonca 2016. A intenção é integrar estudantes, residentes e jovens médicos de família de todo o mundo durante o evento, por meio do compartilhamento de conhecimento e fortalecimento de vínculos. Há pré-inscrição em oportunidades pré-congresso para estudantes, residentes e jovens médicos de família e comunidade com até cinco anos após completar a residência. No documento (link abaixo), você pode expressar seu interesse por alojamento, inscrição no evento de Ligas Acadêmicas de MFC-ALASF, no pré-congresso de jovens médicos de família e comunidade – Waynakay (que acontece nos dias 1º e 2 de novembro) e estágio de observação por uma semana em uma unidade de atenção primária.

As pré-inscrições vão até 15 de junho, por meio do link:

http://migre.me/u5S7N

Mais informações sobre os movimentos:

http://alasfmfc.wix.com/alasf
http://waynakaybrasil.wix.com/jovensmfc

<< voltar às notícias

PARCEIROS

AFILIADOS